Samsung condenada a pagar 9,8 milhões de dólares na Austrália

Samsung condenada a pagar 9,8 milhões de dólares na Austrália

Para aqueles que não tinham conhecimento, o Juiz do Tribunal Federal Australiano Brendan Murphy tinha ordenado ao gigante técnico sul-coreano 14 milhões de dólares australianos (cerca de 9,8 milhões de dólares americanos) no prazo de 30 dias. Além disso, a marca terá de pagar mais 140.

A Samsung Electronics tem sido acusada na Austrália por aparentemente enganar os seus clientes relativamente a uma das suas características nos seus smartphones Galaxy. E agora, a empresa será obrigada a pagar milhões de dólares americanos.

Para aqueles que não tinham conhecimento, o Juiz do Tribunal Federal Australiano Brendan Murphy tinha ordenado ao gigante técnico sul-coreano 14 milhões de dólares australianos (cerca de 9,8 milhões de dólares americanos) no prazo de 30 dias. Além disso, a marca terá de pagar mais 140.000 dólares norte-americanos pelo custo enfrentado pela Comissão Australiana da Concorrência e do Consumidor, que tinha iniciado a investigação há quatro anos. A empresa enfrentou a multa por enganar os seus clientes de smartphones no que respeita às reivindicações de resistência à água para os seus equipamentos Galaxy.

Galaxy-S8-and-Galaxy-S8-Plus-4-of-15-800x533.jpg

Estas falsas alegações foram feitas em relação à resistência à água em sete telemóveis Galaxy que foram exibidos em 9 anúncios entre os anos de 2016 e 2018. Os modelos nestes anúncios incluem o Galaxy S7, Galaxy S7 Edge, Galaxy A5 (2017), Galaxy A7 (2017), Galaxy S8, Galaxy S8 Plus, e Galaxy Note 8. A partir de agora, o fabricante do smartphone não contesta estas acusações e também concordou em pagar o montante da penalidade.

A razão das multas deve-se ao facto de a Samsung mostrar os seus smartphones a serem utilizados em piscinas e água do mar. No entanto, estes modelos eram apenas resistentes à água e não seriam capazes de resistir a estas condições em situações do mundo real. Além disso, uma cena até os mostrou a carregar após estarem molhados, o que na realidade teria danificado as portas de carregamento destes smartphones.

Samsung dá um passo importante, e é a primeira a enviar chips de 3nm

Os chips de 3nm da Samsung usam a tecnologia de transistor GAA (Gate All Around); proporcionando um consumo de energia mais eficiente e melhor desempenho em comparação com o FinFET já utilizado. A nova solução será utilizada para produzir processadores projetados para servidores, data centers; assim como chipsets avançados para smartphones, tablets, wearables, laptops, desktops e outros eletrónicos.

Samsung condenada a pagar 9,8 milhões de dólares na Austrália 1

A empresa começou a desenvolver o GAA no início dos anos 2000 e o aplicou com sucesso pela primeira vez na produção de chips de 3nm em 2017. Após vários anos de pesquisa e testes, a produção de novas soluções começou. Em particular, chips de 3nm serão fornecidos a uma empresa de mineração chinesa.

O principal concorrente da Samsung no mercado de fabricação de contratos de semicondutores, a TSMC, começará a fabricar chips de 3nm por volta do quarto trimestre de 2022. Ambos competirão pelo direito de receber pedidos dos principais fornecedores como AMD, Apple, MediaTek, NVIDIA e Qualcomm. Entretanto, continuaremos observando o desenvolvimento de eventos nas próximas semanas.

Leiam as últimas notícias do mundo da tecnologia no Google News , Facebook  e Twitter e também no nosso Grupo de Telegram

Todos os dias vos trazemos dezenas de notícias sobre o mundo Android em Português. Sigam-nos no Google Notícias. Cliquem aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Leave a Comment

Your email address will not be published.